Site de divulgação matemática   -   Explicações    -   Vídeos
Matemática online
versão para imprimir - aqui Bento de Jesus Caraça 18/04/1901 – 25/06/1948 Bento de Jesus Caraça foi um notável matemático português, professor universitário, resistente antifascista e militante do Partido Comunista Português. Nasceu em Vila Viçosa a 18 de abril de 1901, filho de João António Caraça e Domingas Espadinha e irmão de António, Francisco e Filomena. Iniciou e completou os estudos primários em Vila Viçosa, em 1911, tendo ido então para o Liceu de Sá da Bandeira, em Santarém. Já com 13 anos mudou-se para Lisboa, onde concluiu os seus estudos do ensino secundário em 1918, no Liceu Pedro Nunes. Nesse mesmo ano faz a sua inscrição Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras, obtendo a licenciatura em 1923. Entretanto, em 1919 é nomeado 2.º assistente do ISCEF e em 1924 é nomeado 1.º assistente, tendo no ano letivo de 1924-1925 regido a cadeira de Matemáticas Superiores - Análise Infinitesimal, Cálculo das Probabilidades e suas Aplicações. Mais tarde, em 1927, foi nomeado professor extraordinário e, em 28 de Dezembro de 1930, foi nomeado professor catedrático da cadeira de Matemáticas Superiores - Álgebra Superior. Princípios de Análise Infinitesimal. Geometria Analítica, a qual manteve a regência sua demissão compulsiva em 7 de Outubro de 1946. No ano de 1930 publica as suas lições em livro Interpolação e Integração Numérica, em 1933 A Cultura Integral do Indivíduo - problema central do nosso tempo, na qual esboça um programa de intervenção cultural, científica e pedagógica. Em 1935 o 1.º volume das Lições da Álgebra e Análise. No ano de 1936 acaba por fundar com outros recém doutorados nas áreas da matemática e física o Núcleo de Matemática, Física e Química e em 1937 publica em 2 volumes Cálculo Vectorial. No ano seguinte, numa tentativa de trazer para Portugal a econometria, funda com os professores Mira Fernandes e Beirão da Veiga o Centro de Estudos de Matemáticas Aplicadas à Economia. Bento de Jesus Caraça foi também o fundador de Biblioteca Cosmos, edição de livros de divulgação científica e cultural, em 1941 e publica o 1.º volume dos Conceitos Fundamentais da Matemática. Dois anos depois, em 1943, torna-se o 2.º presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática em conjunto com Aureliano de Mira Fernandes, cargo que ocupou até 1944. Em 1946, devido ao seu envolvimento político, acaba por ser preso pela PIDE e nesse mesmo ano o Conselho de Ministros determina a sua expulsão da cátedra universitária e fica proibido de exercer a docência. A 25 de junho de 1948 acaba por falecer, vítima de doença cardíaca. Livros publicados 1930 Interpolação e Integração Numérica 1933 A Cultura Integral do Indivíduo – Problema central do nosso tempo, onde escreve um programa de intervenção cultural, científica e pedagógica 1935 Lições da Álgebra e Análise 1937 Cálculo Vectorial 1941 Conceitos Fundamentais da Matemática Sites recomendados http://www.epbjc-porto.net/bjc/index.html http://cvc.instituto-camoes.pt/ciencia/p19.html http://dererummundi.blogspot.pt/2011/06/sobre-bento-de-jesus-caraca-1901-1948.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Bento_de_Jesus_Cara%C3%A7a http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/seminario/bento%20caraca/biografia.htm
Início Início Sobre Sobre
@2017 por Nuno Rosário
Contacto 965476488 geral@matematicaonline.pt